I Seminários Integrados da UFPI 2019 

UFPI lança Seminários Integrados

 

Agregar toda a comunidade acadêmica realizando de uma só vez seis grandes eventos nas áreas da pesquisa, inovação, ensino, extensão e internacionalização. Essa é a proposta dos Seminários Integrados da Universidade Federal do Piauí (SIUFPI), que, além de potencializarem as atividades fins da Universidade, divulgam para toda a sociedade suas diligências. O evento vai acontecer entre os dias 19 e 22 de novembro de 2019, em todos os Campi da UFPI.

Os seminários que acontecerão no SIUFPI são: Seminário de Iniciação Científica (SIC), Seminário de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SDTI), Seminário de Extensão (SEMEX), Seminário de Assistência Estudantil (SEMAE), Encontro de Iniciação à Docência (ENID) e Seminário de Residência Pedagógica (SERP). Todos ocorrem simultaneamente e de forma integrada tanto no Campus Ministro Petrônio Portella (CMPP), em Teresina; como também no Campus Senador Helvídio Nunes de Barros ( CSHNB) em Picos; Campus Professora Cinobelina Elvas (CPCE) em Bom Jesus;  Campus Amílcar Ferreira Sobral (CAFS) em Floriano; e no Campus Ministro Reis Velloso – (CMRV/UFDPar) em Parnaíba.

O formato veio com a ideia de otimizar recursos, custos e agregar de forma mais objetiva todos os estudantes da UFPI, já que antes os eventos aconteciam de forma centralizada no Campus de Teresina e dos quais participavam apenas os alunos com projetos aprovados, cadastrados no PIBIC e no SEMEX.

O SIUFPI, sob à presidência do Reitor, Prof. Dr. José Arimatéia Dantas Lopes, e coordenação geral da Vice-Reitora, Profa. Dra. Nadir Nogueira, terá abertura às 17h do dia 19 no Cine Teatro, com palestra proferida pela Profa. Dra. Ângela Cruz, ex-reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte ( UFRN). A palestra vai abordar inovação e educação, e transferência de tecnologias na perspectiva da agenda 2030, tema do interesse de todos os integrantes.

Para o Reitor, é fundamental que toda a comunidade acadêmica participe, de forma ativa, do SIUFPI. “Esperamos a presença maciça de professores, técnico-administrativos e principalmente de nossos estudantes, pois essa participação é de suma importância, não só para o engrandecimento do evento, mas também para a complementação de nossos estudantes. Eventos como esse, que colaboram para a troca de experiências e envolvimentos de nossa comunidade com a pesquisa, contribuem como um grande diferencial no nosso sistema de educação.”, afirmou.

 

De acordo com a Vice-Reitora da UFPI, Profa. Dra. Nadir Nogueira, “foi um momento de crise que serviu para termos essa grande ação de descentralizar e permitir que os outros campi, os alunos e a comunidade de maneira geral tivessem a oportunidade de vivenciar, de fato, aqueles grandes eventos, que só aconteciam na capital, no Campus Ministro Petrônio Portella”.

Vice-Reitora da UFPI, Profa. Dra. Nadir Nogueira

 

O evento vai envolver pesquisa, inovação, ensino, extensão e internacionalização

“A nossa ideia é tornar esses dias realmente uma festa científica e acadêmica. Será um dos maiores eventos que essa Universidade já realizou. E tudo isso será replicado nos campi fora de sede, respeitando as particularidades de cada um deles. Ou seja, cada campus poderá fazer uma programação própria, respeitando os cursos que oferecem inserção regional. Enfim, haverá oficinas, palestras, mesas-redondas e minicursos”, conclui a Prof. Dra. Nadir Nogueira.

Seminário de Assistência Estudantil (SEMAE)

O evento vai acontecer em todos os campi da UFPI sob a responsabilidade do Núcleo de Assistência Estudantil de cada campus com oficinas, mesas-redondas e apresentação de trabalhos realizados por estudantes contemplados com a Bolsa de Incentivos a Atividades Socioculturais e Esportivas (BIASE), ofertada pela Assistência Estudantil.

Os estudantes contemplados com a BIASE se dedicam durante 1 ano no desenvolvimento de projetos que tenham impacto na assistência estudantil. No SIUFPI, esses alunos terão a oportunidade, pela primeira vez, de apresentar esses projetos e socializá-los com toda a comunidade acadêmica.

“Nós vamos realizar ao todo em todos os campi da UFPI sete oficinas, duas mesas-redondas, dois minicursos, duas palestras, a exposição dos banners relativos à BIASE, uma roda de conversa e o lançamento de um livro. Além disso, dentro das exposições, teremos 25 apresentações de relatos de experiência da BIASE e apresentação de banners pelos servidores sobre os serviços, ações e projetos da PRAEC e do Núcleo de Acessibilidade dos Campi fora de sede da UFPI”, destaca a Pró-reitora de Assuntos Estudantis e Comunitários da UFPI, Profa. Dra. Adriana de Azevedo Paiva.

Profa. Dra. Adriana de Azevedo Paiva e a equipe da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários da UFPI. De preto, Patrick Quelemes, coordenador do evento.

O objetivo do SEMAE é apresentar os projetos desenvolvidos na assistência estudantil e também divulgar os serviços que a UFPI dispõe e oferece aos estudantes para contribuir na sua vida acadêmica, na permanência dentro da instituição e na conclusão com êxito do seu respectivo curso.

Seminário de Extensão (SEMEX)

O IX SEMEX e a V Mostra da Comunidade também integram o SIUFPI, promovidos pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PRECX). O SEMEX apresentará à comunidade os projetos de extensão desenvolvidos pela PRECX ao longo do ano, mais as mostras das comunidades.

“É a oportunidade que a comunidade acadêmica tem de discutir temas pertinentes e necessários sobre a extensão no contexto atual, acerca da inovação, do empreendedorismo e da responsabilidade social que a universidade tem através das extensões, uma forma de refletir sobre a possibilidade da economia solidária para extensão universitária”, afirma a Profa. Dra. Cleânia de Sales Silva, Pró-Reitora de Extensão e Cultura.

Profa. Dra. Cleânia de Sales Silva, Pró-Reitora de Extensão e Cultura.

A temática do SEMEX deste ano trata da responsabilidade social, inovação e empreendedorismo. “Temos a questão da responsabilidade social, que está mais fortemente ligada à extensão, porque a universidade está indo além de seus muros conhecer a realidade, até as comunidades locais, interagindo com a sociedade de modo geral. Já o aspecto da inovação, que nos remete à questão da pesquisa, impõe o debate até que ponto inovar se configura como uma ferramenta de desenvolvimento da sociedade”, destaca o Prof. Dr. Marcos Lira, Coordenador de Programas e Cursos de Formação Profissional e Políticas Sociais da PREXC.

Prof. Dr.  Marcos Lira, Coordenador de Programas e Cursos de Formação Profissional e Políticas Sociais da PREXC

 

No SEMEX, haverá apresentações de projetos culturais, mostras de comunidades, a apresentação das baterias Cabulosa (do Curso de Medicina) e Britadeira ( Engenharia Civil)s, apresentação do quarteto de cordas regido pelo Professor Samuel Fagundes, apresentação de teatro e contação de histórias. Além disso, nos dias 20 e 21 serão apresentados em pôsteres e banners todos os demais projetos desenvolvidos ao longo de 2019 junto à comunidade de todas as áreas. A Feira Agroecológica e Cultural da UFPI, com sua diversidades de atrações como a venda de artesanato regional, também está inserida no evento.

Durante o evento, ainda acontecerão duas mesas-redondas. A primeira vai discutir o tema “Extensão universitária: Responsabilidade social, inovação e empreendedorismo”; a segunda vai discutir um programa especial de extensão que é a incubação de empresas, ou seja, vai discutir o processo de fomento para  alavancar a extensão universitária. Nessas mesas-redondas, haverá a presença de três avaliadores externos e conferencistas: o Prof. Dr. Emanoel Márcio Nunes, pró-reitor de Extensão da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN),  o Prof. Dr. Vinicius Claudino de Sá, também da UERN, e a Profa. Me. Nadege da Silva Dantas, coordenadora de extensão da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Quatro diálogos com temas pertinentes ao contexto atual também serão realizados no evento. O primeiro sobre “Direito e empreendedorismo”; outro sobre “Extensão e economia solidária”; um diálogo sobre “A inserção das atividades de extensão nos currículos dos cursos de graduação da UFPI” e o último com o tema “Extensão universitária popular: um diálogo necessário com os movimentos sociais”, que conta com a participação de representante do movimento social, a agricultora Rosilândia Gomes.

 Encontro de Iniciação à Docência (ENID) e  Seminário de Residência Pedagógica (SERP)

Também integrados ao SUFPI, a V edição do Encontro de Iniciação à Docência (ENID) e o II Seminário de Residência Pedagógica (SERP) devem movimentar o público nos dias de evento. O ENID é um evento do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), e o SERP é da Residência Pedagógica (RP).

Ao longo de 10 anos de existência, o PIBID já conta com 2000 participantes. Em 2019, o ENID reunirá 110 participantes, entre professores da escola pública, parceiros do PIBID e coautores de trabalhos apresentados, professores da UFPI e alunos dos cursos de licenciatura, bolsistas ou voluntários.

O SERP é vinculado ao programa de Residência Pedagógica, que em julho já realizou o I Seminário de Residência Pedagógica, com todos os coordenadores e orientadores de todo os campi. O programa está em todas as licenciaturas de todos os campi. A segunda edição do SERP tem 1161 inscritos entre professores do ensino superior e da educação básica, além de alunos residentes ou não dos cursos de licenciatura. Serão apresentados 315 pôsteres, atividades de comunicação oral e oficinas em todos os campi.

Profa. Dra. Antonia Dalva, Presidente do Conselho de Governança do PIBID e da Residência

 

“Nós coordenamos dois programas grandes de formação no contexto da PREG. O PIBID é um programa que acontece logo no início da licenciatura; e a residência pedagógica, mais para o final, a partir da segunda metade do curso, que substitui o estágio supervisionado”, afirma Profa. Dra. Antonia Dalva, Presidente do Conselho de Governança do PIBID e da Residência.

Esses seminários contribuirão para a comunidade acadêmica, agregando alunos das licenciaturas e mostrando o impacto da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação e da própria Universidade no processo de formação de professores.

 

Seminário de Iniciação Científica (SIC) e Seminário de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SDTI)

Acontecerá no SIUFPI o 28º Seminário de Iniciação Científica (SIC) e o 11º Seminário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SIDTI). Nesse evento, a PROPESQI coordena as ações de pesquisa e inovação, relativas aos programas de iniciação científica nas diversas modalidades e os programas de desenvolvimento tecnológico e inovação. Serão apresentados nos campi da UFPI aproximadamente 1.100 trabalhos, desenvolvidos por cerca de 500 pesquisadores, representando os esforços empreendidos por toda a comunidade científica entre 2018 e 2019.

Como coordenador de Pesquisa e Inovação da UFPI, o Prof. Dr. João Batista destaca que tem “a satisfação de contar com o apoio efetivo e voluntário de uma equipe competente de docentes, seja participando da Comissão Organizadora, dos Comitês de Assessoramento Técnico e Científico, ou da Comissão de Estudos. Além disso, colaboram também os grupos de estudantes dos programas de pós-graduação, que não mediram esforços na busca do sucesso das atividades”, afirmou.

Prof. Dr. João Batista, coordenador de Pesquisa e Inovação da UFPI

No 28º Seminário de Iniciação Científica e no 11º Seminário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, a equipe da PROPESQ vem se agigantando na condução do evento e de todas as atividades inerentes à pesquisa na UFPI.

Estes são os campi participantes do evento:

Campus Ministro Petrônio Portella - UFPI- Teresina
Campus Senador Helvídio Nunes de Barros - CSHNB - Picos
Campus Professora Cinobelina Elvas - CPCE - Bom Jesus
Campus Amílcar Ferreira Sobral - CAFS - Floriano
Campus Ministro Reis Velloso - CMRV - UFDPAR Parnaíba

Assista aos vídeos de divulgação oficial do evento:







I Seminários Integrados da UFPI 2019